ico face topo    ico youtube topo    ico twitter topo    ico instagram topo    ico snap topo

A Charrete Acadêmica é o tipo de evento que fica gravado na memória dos alunos de Arquitetura e Urbanismo. Em sua 3ª edição, a atividade aconteceu nos dias 27 e 28 de outubro. Realizada no segundo semestre de cada ano, o exercício teve origem na Escola de Belas Artes de Paris, no século 19. Na época, havia uma tradição na qual os estudantes de Arquitetura e Urbanismo recebiam um projeto de difícil execução para ser desenvolvido em um curtíssimo período. Ao final, uma charrete passava pelas ruas recolhendo os trabalhos. Daí o nome do evento.

O objetivo da Charrete é a integração dos acadêmicos de todos os períodos em uma gincana de conhecimentos relativos à área, além da elaboração de projetos arquitetônicos para aguçar a capacidade de reflexão, análise e intepretação de problemas como balizador de conhecimentos e soluções projetuais.

De acordo com o Prof. Miranda, coordenador do Curso, a metodologia utilizada é de aprendizado em grupo. “Embora pareça simples, a Charrete não é apenas uma reunião. É uma técnica, com metodologia estabelecida, utilizada para conduzir um processo de planejamento participativo e multidisciplinar”, explica.

O evento é dividido em duas fases. A primeira consiste na realização de diversas atividades durante um período de 24 horas consecutivas: caracterizar a equipe e elaborar um crachá com o tema/cor do grupo, identificar a entrada da sala de trabalho, elaborar um croqui de uma obra de arquitetura contemporânea, desenhar a caricatura de dois arquitetos contemporâneos, encontrar as missões estabelecidas no jogo Caça aos Fantasmas da arquitetura, produzir e apresentar um vídeo clipe musical com coreografia contendo a releitura de um produto, criar um projeto mural a ser implantado em uma Escola de Ensino Fundamental e Médio, criar e montar um pórtico em substituição ao de Santa Felicidade e desenvolver a maquete, criar um projeto arquitetônico e paisagístico para o novo Bloco de Arquitetura e Urbanismo, além de atividades culturais e esportivas.

Já a segunda fase compreende a arrecadação de alimentos não perecíveis para ser doada a um asilo. A equipe que reunir a maior quantidade até o dia 10 de novembro receberá a pontuação total.

Os projetos elaborados pelos alunos durante a Charrete estão expostos no 3º andar, piso do estacionamento.