Formada arquiteta e urbanista pelo UNICURITIBA em março deste ano, Ana Clara Sizenando da Silva publicou o artigo “Centro Cultural e Gastronômico Velho Anjo”, um desdobramento da sua monografia, no 3º Simpósio Científico ICOMOS Brasil. Ana Clara ingressou no grupo de pesquisa da Profª Micheline Helen Cot Marcos, sua orientadora, quando estava no 7º período do curso. “Com isso, comecei a escrever artigos e publicá-los”, conta.

“Como a minha linha de pesquisa é voltada para área de proteção e conservação de patrimônios históricos, restauro e retrofit, aliado com a importância, não só arquitetônica, mas cultural que as edificações pesquisadas possuem para nossa sociedade, a ideia de publicar este artigo no ICOMOS Brasil 2019 foi proporcionar a visibilidade necessária para a causa e para o objeto de estudo”, aponta.

O projeto
Conforme a arquiteta, a motivação para realizar o projeto “Centro Cultural e Gastronômico Velho Anjo” foi trazer maior informação sobre a importância do retrofit nos complexos ociosos. “Mostrar que é possível ressignificar os espaços e oferecer à sociedade algo moderno e funcional”, diz. Além disso, ela também refere uma motivação afetiva. “Meu objeto de estudo é o antigo complexo da Escola Anjo da Guarda, demolido no início de 2019. É o local onde eu estudei grande parte da minha formação. Como meio de homenageá-lo eu dediquei minha monografia e meu TCC II a uma proposta de projeto de retrofit para o espaço, promovendo um ambiente de cultura, educação, lazer e gastronomia, de âmbito público".

Sobre o ICOMOS
O ICOMOS (Conselho Internacional de Monumentos e Sítios), é uma organização não-governamental global associada a UNESCO e tem o objetivo de promover a conservação, a proteção, o uso e a valorização de monumentos, centros urbanos e sítios. Ele tem a missão de promover a discussão sobre a conservação não só dos nossos patrimônios brasileiros, mas também dos patrimônios mundiais.